Escritor cataguasense lança o livro de contos “As Mãos ásperas”

Escritor cataguasense lança o livro de contos “As Mãos ásperas”

Deixando para trás um longo intervalo de nove anos desde a publicação da novela E se estivesse escuro?, pela Editora 7 Letras, do Rio de Janeiro, o professor e escritor cataguasense Marcos Vinícius Ferreira de Oliveira retorna à ficção com o lançamento da coletânea de contos intitulada As Mãos ásperas, desta vez pela ascendente Editora Patuá, de São Paulo.

Marcos Vinícius é professor de Literatura Portuguesa na Universidade Federal de Juiz de Fora e seu novo livro reúne seis narrativas, ambientadas entre uma Cataguases e uma Vista Alegre mescladas entre referências reais e inventadas. Nelas, as personagens vivem vidas enredadas por estreitos horizontes, travando batalhas permanentes contra as severas imposições das trajetórias, que parecem sempre desenhadas previamente pela mão impiedosa dos destinos irremediáveis. “São narrativas que buscam escavar o fundo dessas almas, almas para as quais o passado é uma força que não cessa de envenenar o presente”, afirma o autor.

Se, no novo livro, a linguagem elaborada com sofisticada simplicidade continua a ser uma marca do escritor, sutilmente, as histórias de As Mãos ásperas tratam mesmo é dos preconceitos, dos lugares-comuns, que vão se sedimentando como verdades incontestáveis, resultando em incompreensões monumentais, em violência e, principalmente, em inviabilização da autonomia desses homens e mulheres tocados pelas mãos do destino.

Para o escritor cataguasense Ronaldo Cagiano, que assina o prefácio, os contos de As Mãos ásperas, são “pequenas pérolas sob a dureza das vidas ordinárias”.

Por causa da pandemia, não há nenhuma previsão para um evento de lançamento do livro. Os leitores podem, no entanto, adquirir um exemplar, com frete grátis, no site da editora www.editorapatua.com.br, onde também é possível ler o conto que dá título ao livro.

Fonte: Editora Patuá | Fotos: Acervo Marcos Vinícius e Editora Patuá