Justiça do Trabalho garante FGTS a motorista afastado por doença comum após acidente rodoviário

Justiça do Trabalho garante FGTS a motorista afastado por doença comum após acidente rodoviário

Julgadores da Quarta Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais mantiveram decisão do juízo da Vara do Trabalho de Cataguases, que determinou recolhimento de FGTS em favor de um motorista de ônibus que sofreu acidente de trabalho. Ele se manteve afastado do serviço por 16 anos, recebendo auxílio-doença comum até se aposentar por invalidez. Na época, a empresa não reconheceu o ocorrido como acidente de trabalho. No entanto, ficou provado no processo que a causa do adoecimento mental do trabalhador foi o acidente sofrido na ocasião. A empregadora foi condenada também a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 20 mil. Continue lendo Justiça do Trabalho garante FGTS a motorista afastado por doença comum após acidente rodoviário


Leilão da Fundição Cataguases não teve interessados

Leilão da Fundição Cataguases não teve interessados

Foi frustrada a primeira tentativa de leiloar o imóvel onde funciona a empresa Fundição Cataguases Indústria Metalúrgica Ltda. O certame aconteceu às 13 horas desta quarta-feira, 15 de maio, nas dependências da Vara do Trabalho em Cataguases, mas não compareceu nenhum arrematante. Assim, um novo leilão será realizado no próximo dia 29 de maio, no mesmo local e horário podendo o bem ser arrematado por quem oferecer o maior lance, independente do valor da avaliação.

O imóvel foi avaliado em em R$ 3.934.584,00. Neste primeiro leilão levaria o bem aquele que oferecesse o maior valor acima desta avaliação. Já no segundo leilão, previsto para acontecer no dia 29, também no mesmo local e horário, o lance vencedor pode ser menor do que este valor, mas caberá ao juiz validar ou não a oferta, caso considere o preço de arrematação menor do que o valor de mercado do imóvel. Estão sendo levados a leilão toda a área onde está funcionando a empresa e os imóveis e benfeitorias ali construídos. Segundo apurou a reportagem no local junto a advogados e servidores, é comum não aparecer interessados no primeiro leilão quando o preço do bem tem lance mínimo. Estas mesmas fontes disseram acreditar que na segunda praça haverá interessados.