Parecer “divergente” aponta crimes que teriam sido cometidos por Willian

Parecer “divergente” aponta crimes que teriam sido cometidos por Willian

Foi divulgado no final da tarde de quarta-feira, 07 de agosto, o Relatório e Parecer Divergente da Comissão Processante que será levado à apreciação e votação dos vereadores da Câmara Municipal de Cataguases nesta sexta-feira, 09 de agosto, a partir das 16 horas. Caso este texto seja aprovado por no mínimo dez votos, o prefeito Willian Lobo de Almeida, perde o cargo e em seu lugar assume o vice-prefeito Tita Lima. O Site do Marcelo Lopes obteve uma cópia daquele documento e também do relatório elaborado pelo relator da mesma comissão, o vereador Mauro Ruela, que não foi aprovado pelos demais membros – Betão do Remo e Marcos da Costa Garcia – por discordarem de suas conclusões, o que os obrigou a apresentarem outro texto chamado “divergente”. Continue lendo Parecer “divergente” aponta crimes que teriam sido cometidos por Willian


Prefeito perde ação na justiça relativa ao processo que tramita na Câmara Municipal

Prefeito perde ação na justiça relativa ao processo que tramita na Câmara Municipal

O prefeito de Cataguases, Willian Lobo de Almeida, teve mais um pedido seu negado pela Justiça referente ao processo que a Câmara Municipal de Cataguases move contra ele. Nesta quinta-feira, 1º de agosto, os advogados de Willian acionaram o Judiciário com uma Ação de Obrigação de Fazer com Tutela de Urgência requerendo sejam ouvidos dois vereadores – Marcos da Costa Garcia e Henrique Silva Oliveira – que foram arrolados como testemunhas no processo, mas dispensados no decorrer do processo. Cabe recurso junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Continue lendo Prefeito perde ação na justiça relativa ao processo que tramita na Câmara Municipal


Justiça nega liminar e prefeito será julgado pela Câmara Municipal de Cataguases

Justiça nega liminar e prefeito será julgado pela Câmara Municipal de Cataguases

O prefeito de Cataguases, Willian Lobo de Almeida, teve negado seu pedido de liminar em Mandado de Segurança impetrado no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Ele pediu a paralisação do processo de julgamento que tramita na Câmara Municipal de Cataguases por improbidade administrativa. De acordo com a defesa do prefeito, “o processo político administrativo está eivado de nulidade, desde o recebimento da denúncia.” Continue lendo Justiça nega liminar e prefeito será julgado pela Câmara Municipal de Cataguases


Prefeito Willian tenta na justiça anular processo de cassação

Prefeito Willian tenta na justiça anular processo de cassação

O prefeito de Cataguases Willian Lobo de Almeida entrou no dia 09 de julho, com um mandado de segurança na Justiça solicitando a anulação do processo de cassação em andamento contra ele na Câmara Municipal de Cataguases. Desde o dia 13 de maio o prefeito é réu naquela Casa em um processo que apura possíveis irregularidades praticadas por ele na contratação da empresa Innovar Consultoria em Medicina do Trabalho Ltda. A denúncia é de autoria de quatro cataguasenses e foi aceita pelo Legislativo no dia 12 de maio. Se acatada por pelo menos dez vereadores, Willian perde o mandato e quem assume o cargo de prefeito é o vice, Tita Lima. Continue lendo Prefeito Willian tenta na justiça anular processo de cassação


Câmara aceita denúncia e prefeito será investigado novamente

Câmara aceita denúncia e prefeito será investigado novamente

A Câmara Municipal de Cataguases acatou por dez votos a cinco, a denúncia feita por quatro eleitores sobre possíveis irregularidades praticadas pelo prefeito Willian Lobo de Almeida na contratação da empresa Innovar Consultoria em Medicina do Trabalho Ltda. Na mesma sessão foi empossado Geraldo Majella Mazzini, como suplente do atual presidente daquela Casa, Ricardo Dias, que está impedido de votar conforme determinação do Regimento Interno do Legislativo Municipal. Por causa dessa alteração, vereador Paulo Milane assumiu a presidência da sessão. Majella vai participar de todas as sessões que este assunto for tratado e serão presididas por Milane. Continue lendo Câmara aceita denúncia e prefeito será investigado novamente