Jovem cineasta vai fazer seu primeiro longa metragem em Cataguases

Jovem cineasta vai fazer seu primeiro longa metragem em Cataguases

O jovem cineasta cataguasense, Pedro Chaves, 21 anos, vai começar a rodar um filme na cidade no próximo dia 7 de janeiro. Trata-se do longa metragem “Integrados” que conta a história de uma mãe que perdeu o filho por conta de uma brincadeira nas redes sociais. Sempre voltado ao mundo audiovisual, Pedro trabalhou em diversos projetos independentes e tem um extenso currículo no meio. Além disso, criou  em parceria com os amigos Felipe Vieira e João Pedro Voit, o grupo “Depois das 8”, que vem promovendo vaquinhas virtuais para financiar o novo projeto cinematográfico, conta.

“Integrados” vai acompanhar a vida dessa mãe, junto de um rebelde grupo de jovens, na tentativa de encontrar provas para incriminar e punir os responsáveis pela morte do seu filho. “O filme traz um forte debate sobre alto o consumo de redes sociais na atualidade e trabalha com o questionamento ‘será que uma empresa de mídias sociais não deveria se responsabilizar e ser punida por crimes que acontecem em um ambiente em que elas, teoricamente, deveriam controlar?’”, comenta Pedro que também assina o roteiro ao lado de Felipe Vieira e produção do Depois das 8 e grupo Nocks. O elenco é formado por Maria Júlia Simões, Robson Machado, Julian Brandão, Gustavo Baldez, Guilherme Quirino e Luciene Dutra.

Pedro Chaves (foto acima) tem dez curtas metragens no currículo, sendo o último intitulado “Os olhos dela” que discute diferentes pontos de vista sobre a vida e a cidade de Cataguases, tendo como pano de fundo uma história moderna sobre duas irmãs com personalidades e vidas diferentes que conversam sobre o clássico dilema do começo da vida adulta: Sair ou não da cidade para tentar algo lá fora? Ele conta que os recursos para esta obra vieram do edital 2020 da Lei Aldir Blanc. “Além disso, explica, todo o processo de gravação realizado teve pouquíssimos recursos financeiros, e mesmo com todas as dificuldades de se fazer cinema no Brasil, o resultado é de qualidade e consegue se comunicar com jovens locais que atualmente passam pelo dilema das irmãs”, afirma.

Para o longa “Integrados” Pedro diz que continua aceitando colaborações “desde financeira até mesmo divulgação ou daqueles que queiram atuar como figurantes. Quem quiser contribuir para que o novo filme se concretize pode ajudar de duas formas. A primeira, entrando em contato com o próprio Pedro, pelas suas redes sociais @pedrochaves195 ou e-mail [email protected] E tem também a Vaquinha Virtual que pode ser acessada clicando aqui.

Fotos: Acervo Pedro Chaves