Atividades do Projeto Girarte alcançam repercussão internacional

Atividades do Projeto Girarte alcançam repercussão internacional

Com um sólido histórico de produtividade artística, o Projeto Girarte, com sede na cidade de Cataguases-MG já beneficiou mais de 48 mil pessoas, atendeu mais de 90 escolas e esteve presente em mais de 85 municípios, dentre os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraíba, atuando em diferentes contextos, desde pátios de escolas e locais de difícil acesso, até grandes palcos como o do Theatro Santa Rosa, em João Pessoa, capital paraibana.

Em julho deste ano o Girarte iniciou uma nova temporada via Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com patrocínio master da ENERGISA, além da empresa ZOLLERN que é apresentada como nova parceira e patrocinadora do Projeto. Somente no estado de Minas Gerais serão visitados 13 municípios com a realização de oficinas artísticas, palestras culturais, apresentações cênicas e circulação de um novo espetáculo do Grupo de Pesquisa Girarte, além de workshops de capacitação para artistas envolvidos na sua execução.

Em Cataguases o projeto atuou na Escola Municipal Monsenhor Solindo, abrindo uma turnê que já passou por Argirita, Recreio, Além Paraíba e chegará também em Leopoldina, São Sebastião da Vargem Alegre, Santana de Cataguases, Guiricema, Palma, Silveirânia, Ubá, Itamarati de Minas e Muriaé. Neste produtivo movimento do Projeto Girarte, o grande destaque será a oportunidade de realizar sua primeira circulação internacional. O grupo cataguasense recebeu um convite da organização chilena Fundación Súmate visando concretizar uma parceria de cooperação cultural internacional, viabilizando intercâmbio e apresentação de artistas do Projeto Girarte em Santiago, capital do Chile.

– Para nós do Projeto Girarte é emocionante estar diante desta oportunidade, mostrar nosso trabalho e levar o nome de nossa cidade para outro país através de uma iniciativa cultural, além de ser uma experiência de muito aprendizado e que irá contribuir de forma relevante com o desenvolvimento artístico do projeto. Serão mais de 8 profissionais que estarão embarcando juntos nesta proposta, e sem o apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, patrocínio da Energisa e Zollern, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, este sonho ficaria apenas em um convite”, conta Marcus Diego, gestor cultural responsável pelo grupo.

Ele revela também o novo projeto. “Estamos iniciando a montagem de um espetáculo com o tema “amor”, que vai estrear em Cataguases, em abril de 2020, e pretendemos passar por Muriaé e finalizaremos a temporada até julho de 2020 em Santiago, capital chilena, onde apresentaremos também toda nossa experiência no diálogo entre arte e educação ressaltando, além do trabalho artístico, nossa atividade social”, conta. “Paralelamente – continua Diego – estamos estruturando a possibilidade de atividades junto ao Centro Cultural da embaixada brasileira no Chile.” Este momento, assegura Marcus Diego, “é de muita importância para o Projeto Girarte, pois reflete como reconhecimento e valorização de 5 anos de um trabalho contínuo, com a contribuição de muitos profissionais, e que se mantém em constante desenvolvimento no interior de Minas Gerais superando grandes desafios, buscando sempre novas parcerias e investimentos para se manter ativo e crescer perante todas adversidades que o setor cultural enfrenta em nosso país”, afirma.

De acordo com aquele gestor cultural ele embarca no final deste mês para o Chile onde vai desenvolver trabalhos de Pré-produção. O Projeto Girarte, destaca Marcus Diego, também está aberto para investimentos via Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais (ICMS) e Lei Rouanet (IR). As empresas e pessoas interessadas em apoiar, patrocinar e serem parceiras do Projeto Girarte podem estar entrando em contato pelo e-mail projetogirarte@yahoo.com.br ou pelo telefone (32) 98887-3531.

O Grupo de Pesquisa Girarte conta com uma equipe geral atualmente formada por Deliana Domingues, Fabiano Banna, Marcus Diego, Natália Barros e Tatiane Dias. Fernanda Pinheiro como Assistente Técnica Geral, Priscila Sandes na Orientação Artística Pedagógica, Daniel Marques (Juninho) como Motorista, tendo ainda trabalhos de condicionamento físico e práticas artísticas cotidianas ministradas por Elisângela Rodrigues e Mariana Martins.

Outras informações sobre o projeto acesse www.projetogirarte.com.br que também pode ser seguido nas redes sociais Girarte Cataguases (Facebook) e @Projeto_Girarte (Instagram).