Em 13/06/2018 às 07h00

Copa do Mundo ainda não movimenta o comércio de Cataguases

Arlindo, proprietário da Loja Estrela, posa com alguns dos produtos alusivos à Copa do Mundo

Arlindo, proprietário da Loja Estrela, posa com alguns dos produtos alusivos à Copa do Mundo

Download
Se você é um daqueles que percebem pouca animação com relação a Copa do Mundo e está, digamos, sem aquele entusiasmo com a Seleção Brasileira, saiba que não é o único. O Instituto Datafolha divulgou hoje, terça-feira, 12 de junho, uma pesquisa confirmando o pouco interesse do brasileiro pelo maior torneio de futebol do mundo. De acordo com aquele instituto 53% dos pesquisados não tem "nenhum interesse" pela Copa. Para 18% dos entrevistados há "grande interesse", seguido pelo mesmo percentual para os que se consideram com "médio interesse". Já os que estão com "pouco interesse" chegam a 9% dos entrevistados.

O Site do Marcelo Lopes foi conferir a pesquisa em Cataguases. Até a última Copa do Mundo, realizada em terras tupiniquins, os brasileiros não se intimidavam em enfeitar ruas, casas, muros e veículos, além de ostentar com orgulho a camisa da seleção de futebol. Quatro anos depois, com a memória ainda fresca com a desclassificação humilhante na semifinal pelo inacreditável placar de 7x1 para a Alemanha (que sagrou-se a campeã naquela ocasião) e com o país vivendo uma de suas piores fases desde a redemocratização, com denúncias de corrupção pipocando e os seus principais líderes políticos presos ou sendo investigados, a situação se inverteu completamente. 

imageAs lojas estão sentindo a nova realidade. A reportagem visitou duas das mais tradicionais de Cataguases em vendas de produtos relativos à Copa do Mundo. No Bazar René, que fica em pleno Calçadão, no centro da cidade, as vendas não lembram em nada a Copa do Mundo. Hercyl Filho (foto ao lado), proprietário da loja, foi sincero: "Ainda não comprei nada para a Copa, mas farei uma pequena compra. A demanda está bem reduzida e hoje temos apenas camisetas e sandálias Havaianas". Durante o tempo em que a reportagem esteve no local, nenhum cliente procurou por produtos relativos ao maior evento de futebol do planeta.

Outro local tradicional de vendas destes produtos visitado pelo Site foi a Loja Estrela, na Vila Domingos Lopes. Seu proprietário, Arlindo Lavorato Filho, está um pouco mais otimista, apesar das vendas ainda não terem alcançado o patamar desejado. "Está melhorando em relação a semana passada", disse, acrescentando em seguida acreditar que, num eventual sucesso da seleção na estreia, as vendas poderão melhorar. Sua loja oferece camisas, chapéus, cornetas e bandeirinhas para carro e moto, entre outros adereços, além de tecidos nas cores verde e amarelo. Ele também pretende investir em renovação do estoque apenas se houver demanda.

image

image
Este é um dos poucos imóveis com enfeites alusivos à Copa do Mundo na cidade.


Tags: Copa do Mundo, comércio, futebol, vendas





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: