Em 02/09/2013 às 19h05

Fiscalização interdita e multa empresa clandestina que fornecia refeições aos presídios de Cataguases e Leopoldina

O imóvel foi lacrado e interditado pela Fiscalização de Posturas do município

O imóvel foi lacrado e interditado pela Fiscalização de Posturas do município

Download O Setor de Fiscalização e Posturas da Prefeitura de Cataguases lacrou, por volta das 13 horas desta segunda-feira, 2, o imóvel onde funcionou clandestinamente até a última sexta-feira, 30, a empresa Nutrição Refeições Industriais Ltda, que fornece alimentação para os presídios de Cataguases e Leopoldina. Naquele dia os fiscais do município aplicaram uma multa de R$569,00 pela falta de alvará de funcionamento e, esta tarde, antes de lacrar o local, aplicou-lhe outra penalidade pecuniária no valor de R$2.264,00 por não ter apresentado a declaração de serviços.

Todo o procedimento foi acompanhado pela reportagem da TV Alterosa e do Site do Marcelo Lopes. De acordo com Alice Clemente Vecchi, Coordenadora de Posturas do Município, a empresa se instalou em Cataguases de forma clandestina e "só tomamos conhecimento de sua existência quando começaram os problemas de mau cheiro na rua", revelou. Em julho, ela e sua equipe estiveram no local pela primeira vez e deram um prazo à empresa para se regularizar o que, segundo revelou, não foi cumprido. "Agora retornamos na sexta-feira (dia 30 de agosto) já com o objetivo de interditar a casa o que só não foi feito para não prejudicar os presos", reiterou Alice.

imageO proprietário do imóvel, José Antônio de Oliveira Miguel (foto abaixo), está revoltado com a situação. Ele que atualmente reside em São Paulo, teve de vir às pressas para Cataguases a pedido do proprietário da imobiliária responsável pela locação do imóvel, a fim de sanar o problema definitivamente. "Tive um prejuízo de cerca de quarenta e sete mil reais. São dois imóveis que estão impróprios para uso", completou. Ele explicou que o apartamento de baixo está desocupado há seis meses "porque o morador não aguentou conviver com os problemas de vazamento que caiam dentro da casa dele além do mau cheiro que era obrigado a conviver", explicou acrescentando que "desde sua saída o imóvel foi tomado pelo esgoto". Já a casa onde funcionava a empresa, a sujeira está por todo lado, inclusive o piso da garagem que já foi branco, garante ele.

imageNesta segunda-feira, o mau cheiro ainda continuava, porém, bem mais ameno. Os funcionários da Nutrição Refeições não estavam lá quando a imprensa chegou acompanhando a equipe de fiscais do município. Segundo vizinhos informaram a mudança foi feita na noite deste domingo e muito lixo também teria sido retirado do imóvel, conforme revelaram. Um saco de batata inglesa quase podre ficou abandonado no local. O dono da casa permitiu a entrada dos repórteres que fizeram novas fotos e imagens do local que confirmam a falta de limpeza e de higiene, além de não cumprir as determinações do Código Sanitário. A empresa conseguiu emprestado um cômodo ainda em construção, na Vila Minalda, para depositar seus equipamentos até encontrar um ponto comercial que atenda às suas necessidades.

A Nutrição Refeições Industriais Ltda, tem sede no Bairro Alto Pinheiros, em Belo Horizonte tendo como sócios responsáveis Luiz Gonzaga Alves Diniz e Marco Bruno Possa Diniz. O CNPJ fornecido pela empresa é de Belo Horizonte o que também impossibilitaria seu funcionamento em Cataguases. Segundo apurou a reportagem do Site uma supervisora daquela empresa chegaria no final da tarde desta segunda-feira a Cataguases para resolver os assuntos burocráticos envolvendo a interdição do local onde funcionava.

 

Veja as fotos do imóvel vazio na galeria abaixo.

Tags: refeições, empresa, clandestina, nutrição, alimentos, fiscalização





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!