20/04/2016 às 10h05m


Mudança são necessárias

A vida é assim...todos os dia, ao acordarmos, fazemos uma escolha - do que vestir, do que calçar, de onde ir. Escolhas básicas que não envolvem ninguém, que não, nós mesmos. Mas existem outras escolhas que teremos que fazer inúmeras vezes, para o resto de nossas vidas, e que sempre envolverão alguém. 
O fim de um relacionamento, por exemplo, envolve você, o outro, os filhos, a sua família, a família dele. São anos de convivência que deixam a sensação de fracasso. É muito difícil. 
Aliás, quase toda mudança traz dor, porque nos tira da zona de conforto (graças a Deus!).
Zona de conforto é um perigo para cairmos na infelicidade. Na vida é preciso ousar, arriscar, se atirar seja em que idade for. 
Em uma separação você vai sofrer, vai sentir falta dele, da família, dos programas, e o outro também vai sofrer. Mas passa. Tudo passa. 
E também tudo pode ter voltar. Só o tempo perdido é que não volta. 
E a maior perda de tempo é viver uma vida que não se quer mais viver por falta de coragem de mudar. É manter-se ao lado de alguém por medo, pena, comodidade.
Muitos casais seguram a relação querendo evitar o sofrimento do outro. 
Se você chegou a conclusão que não quer mais manter a relação, seja por desamor, descompasso, diferenças incontornáveis, então pelo amor de Deus! Não prenda o outro! Solte-o. Ele achará o caminho dele sem você. Ninguém pode ser tão pretensioso a ponto de se achar imprescindível ou insubstituível. 
Muitas vezes, quando pensamos que perdemos é a hora em que mais ganhamos. 
É preciso dar ao outro a chance de ser amado inteiramente por outra pessoa. Afinal, se não mandamos nem mesmo nos nossos próprios sentimentos, quem somos nós para nos acharmos no direito de decidir sobre a vida sentimental do outro?


Autor: Marcela Gonçalves de Sousa

Tags relacionadas: mudanças - correntes - sentimentos


Compartilhe:



12/04/2016 às 11h01m


Ter sentimentos por outro é traição?

Mais do que um dilema do coração, nutrir sentimentos de afeto por duas pessoas ao mesmo tempo vai contra as convenções sociais.
Mas estar interessada em outra pessoa não significa que você não ame mais o seu parceiro, e sim que por uma série de motivos sentiu-se atraído ou apaixonado por outro. 
Um fato é inegável - isso só acontece quando em seu relacionamento atual há uma falta.
Se não há deficiência na vida a dois, não haverá lacuna exposta, não haverá vazios, as portas estarão lacradas. Ninguém entra.
Mas se houver uma falta, um dia qualquer, alguém chega para preencher  uma necessidade que para você é importante, ainda que até o momento do encontro, você sequer percebesse. Pode ser que o outro te olhe diferente, te valorize mais, ou te ofereça sensações novas.
Difícil é contornar essa situação sem se magoar e nem magoar o outro.
Manter uma relação com duas pessoas deve ser um grande sofrimento mas para as mulheres, certamente, é ainda pior pois a cultura e a educação falam mais alto para o sexo feminino. Enquanto a traição masculina é aceita - e até esperada –, a feminina ainda choca. Quando acontece, é escândalo na certa. Somos seres sociais e externamos o que a sociedade nos ensina. 
Enfim, como diz Sartre "Estamos condenados a ser livres".
Continuando no dilema de uma coração dividido, o fato é que não nos conhecemos tão profundamente para saber o que podemos vir a sentir, mas quando você está amada e feliz, sela seu sentimento e sua relação de forma natural.  Quando aparece outra pessoa, é porque as pequenas mágoas que vamos acumulando e que eram gotinhas, viraram um mar.
Nada é simples. 
Impossível fugir das culpas. Mas é importante fazer uso da razão e lembrar que numa relação os dois são coautores e responsáveis. 
Procurar compreender seus sentimentos e o que faz ou não sentido para sua vida é fundamental para poder estar em paz com você mesmo e, num segundo momento, decidir um rumo. Ou deixar como está.


Autor: Marcela Gonçalves de Sousa

Tags relacionadas: sentimentos - traição - coração


Compartilhe:



Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: