12/10/2013 às 17h36m


O melhor dos canadenses do Rush em DVD e Blu-Ray

Rush: uma banda que não faz concessões
O Rush sempre foi uma banda singular, que desperta paixões até por quem não gosta muito de rock. O trio, de formação instável, fará 40 anos de atividades em 2014, sendo 39 deles com a mesma formação. Nesse tempo todo seus integrantes nunca se envolveram em escândalos ou deram golpe de marketing tão comum no meio musical. Geddy Lee, Alex Lifeson e Neil Peart viveram exclusivamente da música e para música. Algo raro de se ver na indústria fonográfica mundial.

Mesmo com algumas mudanças em seu som, ora com um maior uso de sintetizadores, tendendo ao pop, ora mais progressivo e rebuscado, ou ainda mais cru e direto, o grupo nunca perdeu sua identidade musical, e talvez esse este seja o seu maior segredo. Apesar de todas as nuances, conseguir manter intacta a sua sonoridade básica.

Além de profissionais sérios, os músicos do Rush são também metódicos. O grupo não se apresenta em festivais, não divide mais o palco com nehuma outra banda, e Neil Peart, seguramente o melhor baterista e letrista que já passou pelo rock, vive recluso como um ermitão, praticamente um João Gilberto do rock.

O grupo deu uma parada no final dos anos 90, exatamente quando Peart, no espaço de um ano, perdeu a mulher pro câncer e sua única filha em um acidente automobilistico. Os fãs temeram pela continuidade da banda, que voltou aos palcos em 2002 e fez sua primeira passagem pelo Brasil. Foi a partir dessa volta, que o grupo passou a fazer shows de quase três horas de duração, repassando completamente a carreira. De todas essas apresentações, saíram vários souvenirs, nos formatos CD, DVD e Blu-Ray. Abaixo, cito os principais lançamentos dessas turnês que, com certeza, são satisfação garantida a todo fã de boa música.

Clockwork Angels Tour – 2013 – O mais recente lançamentos dos canadenses, praticamente saindo do forno. São 242 minutos de música, e aqui com uma peculiaridade muito interessante: Pela primeira vez em quase 40 anos o Rush divide o palco com outros músicos. O trio é acompanhado por um quarteto de cordas, que dá um tempero bastante interessante às músicas já conhecidas pelos fãs. Quem curte os solos de bateria de Neil Peart, sempre complexos e instigantes, vai se fartar, pois nessa apresentação há nada menos que 3 solos (!!!) comandados por ele. O grupo também toca seu último trabalho, que dá nome a esse DVD na íntegra. Vale a pena assistir ao grupo em um formato diferente.

Time Machine 2011 – Live In Cleveland – Outra grande apresentação do trio lançado em DVD duplo ou Blu-Ray simples. Um lançamento ideal para os fãs mais saudosistas, das primeiras fases do trio, pois aqui o grupo toca seu mais conhecido trabalho "Moving Pictures" na íntegra. Outra caracteristica presente é o bom humor dos integrantes, notadamente do guitarrista Alex Lifeson, que além de grande guitarista, poderia ter sido um bom comediante.

Snakes & Arrows Live – 2008 – Grande apresentação do trio na Holanda em 2008. Aqui realmente o Grupo repassa sua carreira em um longo set list. Lançado em DVD Triplo ou Blu-Ray simples, todos os grandes sucessos do grupo em suas várias fases podem ser encontrados neste show. Além do som DTS de alta qualidade proporcionado pelo sistema de gravação. O terceiro DVD é um pirata autorizado pelo grupo chamado "Oh Atlanta!", do ano anterior. Ideal para quem não tem nada em vídeo da banda.

R 30 – 2005 – Apresentação realizada na Alemanha em 2005, em comemoração aos 30 anos de carreira do trio. São 122 minutos de apresentação em DVD duplo ou Blu-Ray. Quem gosta da fase mais progresiva do Rush vai adorar a segunda parte do set list, onde toca partes da suíte 2112, seu mais celebrado trabalho, e até mesmo a longa e sinfônica "Xanadu". Lee, Lifeson e Peart se comunicam de maneira quase telepática. Uma excelente apresentação.

Rush in Rio – 2003 – Como o diz o título, aqui temos a apresentção da primeira vinda do grupo em nosso país. Tudo neste show é emocionante, desde a abertura com o hit "Tom Sawyer", até o encerramento com "Working Man". Os próprios músicos se mostram emocionados com a receptividade dos brasileiros, que chegam ao ápice quando "cantando" junto com a banda o tema instrumental "YYZ". Uma apresentação não menos que histórica, com a duração de 158 minutos e que é citada até hoje pelo grupo em entrevistas pelo mundo. Claro que os momentos engraçados não faltam, como quando o guitarista Lifeson apresenta Neil Peart como sendo o Milton Banana (famoso baterista de Bossa Nova dos anos 60) e Geddy Lee como a "garota de ipanema".  Além de tudo, ainda temos um documentário no DVD 2, chamado "The Boys in Brazil", onde narra detalhadamente a passagem da banda por aqui. O único senão é o áudio do DVD, que realmente poderia ser melhor. Mas como dizem por aí, nada é perfeito mesmo.

Autor: Márcio Chagas

Tags relacionadas: Rush, DVD, CD, canadense


Compartilhe:



Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: